sábado, 31 de março de 2012

Gato para adoção

Fui buscar minha filha em um condomínio em Cruz das Almas, e encontrei esse lindo gato. Uma senhora passou por mim, que naquelas alturas já estava passando a mão na barriga dele. Ela me informou, que os moradores dão comida, cuidam, mas que o ideal é que ele fosse adotado. Ele é castrado, muito dócil, pois me deixou passar a mão nele, e foi logo virando a barriga pra ser acariciada. Ela disse tb que no condomínio algumas "crianças" já chutaram o gato. Enfim, esse tipo de "criança" é que vai ser um futuro mal cidadão, e quem sabe um futuro psicopata. A minha pergunta é: cadê o pai e a mãe dessas "crianças" que não os ensinam a não maltratar animais, e assim contribuindo pra uma sociedade menos violenta. Agora voltando ao que realmente interessa, o gatão lindo tá lá, procurando uma família, com crianças equilibradas, adultos equilibrados, e com muito amor, que vai ser retribuido em dobro, com muitos ronrons, e miadinhos pra alegrar a casa.

NÃO SE ESQUEÇA, MALTRATAR ANIMAIS É CRIME:

"Artigo 32 da Lei Federal nº. 9.605/98

È considerado crime praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, doméstico ou domesticados, nativos ou exóticos.

Pena - Detenção de 3 (três) meses a 1 (um) ano e multa.

Parágrafo 1°. - Incorre nas mesmas Penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animais vivos, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.

Parágrafo 2°. - A Pena é aumentada de 1 (um) terço a 1(um) sexto, se ocorrer a morte do(s) animal(s)."

sexta-feira, 30 de março de 2012

FEIRA DE ADOÇÃO DO GVAM


Gostaria de ressaltar mais uma vez a necessidade de se trabalhar pelo NÃO PRECONCEITO em se adotar  gatos. ACABE COM O SEU PRECONCEITO, E ADOTE UM GATO. Eles são tão afetuosos quanto os cães, só com uma energia diferente.



terça-feira, 20 de março de 2012

Erva do gato

Hj resolvi testar o tal do Catnip com a Lolla. Já tinha testado outra vez, e não vi mudança de comportamento nenhuma. Pode ser, pq na época ela era muito pequena. Agora desta vez, deu certo. Olhem o resultado no vídeo!!!

video


O que é o Catnip???

Por Equipe Cão Cidadão


O catnip, também conhecido como “erva do gato”, é uma planta medicinal e aromática da família da hortelã. Já foi usado como medicamento e repelente de insetos, mas caiu em desuso por existirem substâncias com efeitos mais confiáveis. O odor desta planta mantém a maioria dos felinos entretidos, num misto de euforia, êxtase e atordoamento.
O produto pode ser encontrado em lojas especializadas em pets na forma da folha seca moída, aerossol ou como recheio de almofadas e brinquedos para gatos. Seu principal uso é o enriquecimento ambiental, criando uma atividade que entretenha e exercite um bichano preguiçoso, ou atraia o felino para perto da caminha e dos arranhadores, incentivando seu uso.
A substância ativa presente no catnip é o nepetalactone – um óleo essencial que é obtido pela destilação a vapor da planta. Embora alguns gatos mastiguem o catnip, seu mecanismo de ação é apenas olfativo. Seu efeito dura entre dez a quinze minutos.
Ao se aproximar do catnip os bichanos começam a cheirar, mastigar, ingerir, esfregar o queixo e rolar em movimentos típicos de um gato marcando território com seu cheiro. Estes comportamentos ajudam a liberar ainda mais os óleos voláteis presos na folha seca. Eles também podem miar, gemer, arranhar e morder, resultado do efeito da planta.
Muitas destas reações são similares ao comportamento dos felinos durante o cio, e algumas pessoas acreditam que o catnip tenha uma ação estimulante no comportamento sexual. Porém, a reação dos gatos é independente do sexo e do animal ter sido ou não castrado. Os filhotes são imunes aos seus efeitos do produto pelo menos até a idade de 3 a 4 meses.
Nem todos os gatos são sensíveis ao catnip, cerca de 80% dos gatos respondem ao cheiro da erva. Há um fator genético que influencia essa resposta, mas não há correlação com a raça ou a cor do animal. Se você tem mais de um bichano, é interessante testar o efeito em cada gato separadamente para depois ir juntando os animais. Alguns gatos podem ficar agitados e agressivos com o catnip e morder ou atacar os outros.
Uma boa notícia é que não há contra indicações ao uso do catnip. Ele não causa nenhum tipo de dependência nem crise de abstinência, e também não causa nenhum dano a saúde do animal.
---

quarta-feira, 14 de março de 2012

Linda gatinha para adoção!!!

Carina, uma voluntária do NEAFA achou esta linda gatinha segunda-feira (13) na porta do CESMAC. Ela tem por volta de 2 meses e é bem peludinha, já come ração, é muito dócil, carinhosa e adora dormir no colo.

A veterinária disse que a gatinha está bem de saúde. Carina está oferecendo um lar temporário, mas infelizmente não pode ficar com ela.

Juntamente com o NEAFA, a Carina deseja encontrar um lar para esta filhotinha, onde possa ter alguém que a ame e dê toda atenção necessária.

Adote um focinho abandonado.

Informações: (82) 9682-9820 com Carina

TOXOPLASMOSE - Será que os gatos são mesmo os vilões?

A toxoplasmose é uma doença causada por um protozoário, um microorganismo chamado Toxoplasma Gondii, que pode infectar o homem e diversas espécies animais, como cães, gatos, aves, porcos, carneiros e bovinos.
......A forma mais comum de contrair a doença é pela ingestão de água e alimentos contaminados. A ingestão de carne crua ou mal passada, por exemplo, é um grande risco tanto para o homem como para os animais domésticos carnívoros, como os cães e os gatos. Por isso, não alimente seu amigão com crua ou pouco cozida. Dê preferência à ração.
......Erroneamente, costuma-se atribuir aos gatos a culpa pela transmissão da toxoplasmose ao homem. No entanto, sabe-se que é bem pouco provável que os animais domésticos sejam os culpados, na maioria das vezes.
......No caso do gato, o animal pode ter a doença desde o seu nascimento (assim como o homem), mas, ao contrário de outras espécies, não irá manifestar sinais clínicos. Ele só irá transmitir a doença caso tenha uma queda de resistência. Nesse caso, irá eliminar o protozoários - oocistos ('ovos') - pelas fezes, que demoram de 1 a 5 dias no ambiente para serem infectantes, ou seja, poderem infectar outros indivíduos. Assim, acariciar o gato e conviver com ele, mantendo o mínimo de cuidados como lavar as mãos após limpar a caixa de areia e não dormir com o animal na cama, são medidas suficientes para evitar a transmissão. Não há relatos de transmissão pela lambedura ou arranhadura do gato, o toxoplasma é eliminado pelas fezes.
......Não é todo o gato que tem a toxoplasmose, muito pelo contrário. Assim, não é preciso olhar desconfiado para o seu bichano.
......No caso de mulheres grávidas, não é necessário se desfazer do animal da casa, temendo a doença. Basta tomar os cuidados descritos acima, mas o maior cuidado deve ser com a ingestão de alimentos e água. A doença em mulheres gestante realmente é preocupante, pois a toxoplasmose quando contraída no primeiro trimestre da gestação, pode causar problemas ao feto.
......Uma outra forma muito fácil de ter contato com a doença é através das fezes de pombos. E poucas pessoas sabem disso.
......Assim, é muito fácil termos contato com o parasita causador da toxoplasmose através da ingestão de água, frutas e legumes contaminados, alimentos mal cozidos, principalmente carne, ambientes repletos de fezes de pombos, como praças, etc.. Mesmo com a grande exposição à doença, apenas um minoria desenvolve a toxoplasmose.
......A pessoa ou animal contaminado pelo Toxoplasma, à excessão dos gatos, que raramente têm sintomas, apresenta febre, gânglios aumentados, sinais diversos, como órgãos aumentados e sinais neurológicos, como transtorno visual. Mas como explicado, a maioria das pessoas não desenvolve a doença, criando anti-corpos contra ela.
......A Toxoplasmose pode ser tratada, se descoberta a tempo. É preciso desmistificar a culpa do gato na transmissão da doença e olharmos as outras formas de transmissão, muito mais comuns e importantes.

Silvia C. Parisi é médica veterinária, formada em São Paulo e este seu artigo foi publicado em www.vidadecao.com.br

terça-feira, 13 de março de 2012

Sofá Anti-Gatos

Bem, comecei o dia com o fofinho endiabrado daqui de casa, afiando as unhas no meu sofá. É claro que a Lolla, faz isso diariamente, principalmente quando estou sentada nele. Ela me olha, e parece que faz pra chamar a atenção, pq tento imediantamente tirá-la de lá. Um lado do meu sofá, onde os fofinhos afiam suas linhas unhinhas já está um tanto quanto detonado. Pensando nisso, fui atrás de algumas dicas em outros blogs, para ver se encontrava um tecido para sofá, e as soluções para as gateiras de plantão, conseguirem manter o sofá com um ar de novo.

"Tenho 20 anos de convívio com felinos – marca só superada pelo fato de eu ter conseguido sobreviver quase sem arranhões a uma estada de três anos em uma casa com 34 gatos. Depois de perder três sofás, oito cortinas, um tapete e várias contas de celular e cartão de crédito, descobri alguns segredos para ter gatos, roupas pretas e uma sala bonita. Tudo ao mesmo tempo, claro. O primeiro sofá que tive era de brim, material que enchia de pêlos só de os gatos respirarem nas imediações. Em poucos dias, eles desfiaram o tecido e transformaram o encosto numa instalação modernista, com fios pendurados e espumas sobressalentes. Chamei um restaurador. Assim que abri a porta, o homem olhou do sofá para mim, de mim para os gatos, balançou a cabeça negativamente e foi embora sem falar uma palavra. Então, saí em busca de um sofá de couro, na certeza de que o material seria resistente a unhadas. Doce ilusão. A bicharada reduziu uma das almofadas a uma pasta de couro quebradiço. Resolvi não me entregar sem luta. Afinal, não é porque peguei quatro delinqüentes das ruas que sou obrigada a assistir TV em pé. Adquiri um sofá de vime – a segunda coisa mais estúpida que um dono de gatos pode comprar, perdendo somente para o granulado higiênico de sílica “que não deixa nenhum odor!” e custa R$ 40 um pacote com 1,8kg. Para dificultar os ataques da gangue de bigodes longos, entupi de resina os furinhos da palha. Ficou lisinho e definitivamente à prova de gatos – ao menos até que eles descobrissem como entrar por BAIXO do sofá e o destruíssem de dentro para fora. Um dia, fui sentar e senti que o assento não estava mais macio e acolhedor. Foi quando descobri que estava sentada no chão, tendo entre mim e o piso uma fina camada do que outrora foi uma almofada cheia de espuma. Com isso, a guerra ficou declarada e passei a me concentrar em estratégias militares. Estudei a curvatura das unhas, a textura dos pêlos, testei diversos materiais e formatos. Quase revesti o sofá com uma lâmina de kriptonita, mas desisti quando soube que o frete é os olhos da cara. Quando já estava desistindo, descobri numa loja de velharias um grande banco de madeira de demolição: era lindo, resistente e custava uma mixaria. Chamei um tapeceiro e apontei com orgulho para uma amostra de chenille creme, ultra chique. O estofado ficou pronto um mês depois e é preso ao banco por tiras de tecido. Sentei para estreá-lo. Perfeito. O Grafite deu aquela espreguiçada e saiu da toca para inspecionar o inimigo, mas não conseguiu encostar um fio no sofá: eu tinha mandado fazer uma capa impermeável de couro com elástico. Agora, quando saio de casa, abaixo as almofadas do encosto e fecho a capa. Os gatos bem que tentaram, mas não conseguiram fazer mais que alguns furinhos na capa. O chenille creme saiu de moda, mas o sofá continua tão novo quanto no dia em que chegou. Os gatos me olham com despeito. montagem com três fotos do sofá anti-gatos Atendendo a pedidos, aqui vão três closes do sofá: à esq., Oto fareja uns biscoitinhos em cima do sofá fechado (a branquela no chão é a Lua), à dir., detalhe do elástico da capa e das tirinhas que prendem a almofada ao encosto de madeira, na foto maior, Grafite pula do sofá meio aberto, meio fechado (ele sabe que não pode subir quando tiro a capa). Leia este post no blog Guindaste: Sofá Anti-Gato

Créditos: http://www.ecoblogs.com.br/animais/sofa-anti-gatos/

Achei também um comentário super interessante sobre tecidos para sofás.

Elaine Jorge disse:
Queridos Amigos dos felinos, hj venho aqui p dar uma dica que resolveu definitivamente o problemas de ter gatos e conservar a casa em ordem, passei por todos esses problemas, então um dia indo p o bairro Santo Amaro, em uma loja chamada Reis dos Tapeceiros, entrei e perguntei se existia um tecido anti-gato.Fiquei desconfiada qdo o vendedor me disse…temos sim….eu estalei os olhos, e disse: VERDADE !!!!…ele respondeu sim.Então foi me mostrar o tecido, achei fininho, e pensei ….imagina….então ele me mostrou….pegou uma tesoura abriu e passou no tecido com força, eu levei o maior susto, então ainda desconfiada comprei o tecido e forrei as cadeiras da mesa de jantar, e pasmem tem 3 meses e nada aconteceu, nem um fio puxado. O tecido se chama Bouclê sued, ele é importado e um pouco mais caro que os outros, mas nada de morrer. Pessoal tentem, eu não me arrependi. Sorte à todos os Amigos dos felinos !!!

Feira de Adoção do Neafa







No dia 17 de março, sábado, a partir das 9h até às 16h, no bairro do Farol, o Núcleo de Educação Ambiental Francisco de Assis (NEAFA) que tem dezenas de animais que são resgatados, vítimas de maus-tratos e abandono, irá realizar o Encontro para Adoção de Cães e Gatos em sua sede, na Rua dos Bandeirantes, 504.
A ONG foi fundada há nove anos, e desde 2005 é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP). Tem como principal objetivo a busca do bem-estar animal, por meio de educação ambiental, trabalhando a guarda responsável de cães e gatos.
Desde o princípio o NEAFA vem contribuindo em Maceió para retirar das ruas animais doentes, abandonados e acidentados, dentro de sua possibilidade a fim de lhes dar um tratamento adequado e de acordo com as leis de proteção aos animais.
De acordo com a presidente do Núcleo, Cristiane Leite, é considerado crime a prática de abuso, maus-tratos ou mutilação de animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, conforme diz o Artigo 32 Lei Federal nº. 9.605/98. “A pena prevista nestes casos é de três a um ano de tenção e multa, mas estamos na luta por leis mais rígidas”, disse Leite.
Os animais que são resgatados pelo NEAFA recebem todo tratamento antes de ir para adoção. Eles são tratados, vacinados, vermifugados e se já tiverem ultrapassado os seis meses, são esterilizados. “Nosso intuito é a busca de um lar decente para todos os cães e gatos que chegam a nossa ONG. Realizamos entrevistas e vemos se o perfil do futuro tutor está de acordo com o animal a ser adotado, pois temos uma responsabilidade muito grande sobre estes animais”, ressaltou Cristiane Leite.
Aos interessados em adotar um cão ou gato do NEAFA, é imprescindível que seja maior de idade, leve sua carteira de identidade e comprovante de residência. “Todos os animais adotados através da ONG, terão atendimento veterinário gratuito”, finalizou Cristiane Leite.
Informações: (82) 3221-0193 begin_of_the_skype_highlighting (82) 3221-0193 end_of_the_skype_highlighting / 9910-4592

domingo, 4 de março de 2012

GATINHOS LINDOS PARA ADOÇÃO - DOADOS

Estes gatinhos já foram postados aqui, mas como infelizmente doar gatos, é muito difícil, estou colocando a fotinha dos fofinhos aqui de novo. Eles são 2 frajolinhas, um macho e uma fêmea, e 2 tigradinhos, também um macho e uma fêmea.

OS DOIS FRAJOLINHAS


Hoje o porteiro do prédio da frente do meu, veio de me dizer que uma moradora do prédio em que ele trabalha, veio pedir um gatinho pra ele, mas com um porém, tinha que ser um Siamês. Ele me perguntou se eu sabia de alguém que tinha um pra doar, e eu disse que ela, procurasse na lojinha do shopping, que lá ela compraria um. Agora me explica uma coisa, o Siamês mia? Os gatinhos que eu to doando aqui tb miam. O Siamês faz gracinha? Os que estou doando aqui tb fazem. E são tão lindos quanto um Siamês. Portanto, o que tenho aqui para doar é um gatinho, igual a qualquer outro. Mas não ache que é porque ele está aqui pra ser doado, ele vai ser doado a qualquer um. Antes de vc adotá-lo, quem vai ser avaliado é vc adotante, pra saber se VC está apto a receber um presente desses em sua vida. Um amigo fiel e carinhoso pra vida toda!! Enfim, as fotos dos lindinhos.




                                                          OS DOIS TIGRADINHOS

Agora me responda quem não se apaixona por seres tão graciosos?!

História do Dudu - já adotado

Dudu na caminha que ganhou da Magda (uma grande amiga)

Bem, o meu encontro com o Dudu, nome dado pela Érica, que é a nova mãe dele, começou assim: trabalho em uma repartição pública, onde de vez em quando aparece um gato. O povo lá, infelizmente não é muito fã dos felinos. E ao chegar um dia no trabalho, lá está uma coisa linda, branca, olhos azuis, mas arisco. Eu como ando com ração dentro do carro, mesmo a contra gosto do chefe, fui alimentando o fofinho. Até que depois de algumas semanas ele ficou meu amigo. Chegou perto com aqueles olhos, que além de azuis lindos, tinham aquele ar de carente. Era eu chegar, e lá vinha ele se enroscar nas minhas pernas. Daí o povo que não é gosta muito de gatos, me pediu que eu o levasse, ou ele iria "sumir de lá". Eu já tava pra lá de apaixonada!!!  E foi quando cheguei perto dele, e ele se jogou no chão, e colocou aquela barriga pra cima, eu que já estava apaixonada, fiquei maluca. No dia em que fui buscá-lo havia chovido muito, ele tinha brigado com outro gato, mas foi só eu parar o carro, chamar ele, que estava escondido em meio a uns pneus, e ele veio, todo sujo de lama, quase preto. Peguei ele no colo, coloquei ele na caixa de transporte e trouxe aqui pra casa. Ele tava com uma sarninha na orelha, foi pra veterinária, e ficou isolado no banheirinho daqui de casa. Tava louca pra ficar com ele, pq seria o meu gato. Até meu marido, que não gostava de animais até me conhecer, achou ele lindo, e se encantou com o olhar dele, que tinha algo especial. Ele ficava um tempão deitado no meu colo, me olhando profundamente nos olhos. Sintonia perfeita!! . Mas a Lolla minha gata de 2 anos, que nunca foi de estranhar nenhum outro gato, estranhou muito ele, e o danado aprendeu a abrir a porta do quartinho que ele ficava, e eles ficavam rosnando um para o outro. E pra piorar, o Dudu não gostou da minha cadela. Mas, muito a contra-gosto achei uma adotante tão louca por gatos quanto eu. Ligo sempre pra saber do danado, que é o dono da casa, e dono do coração da Érica, que o adotou e o trata com todo amor que ele merece. Mas confesso que quando fui levá-lo a casa da nova mãe dele, chorei ao deixá-lo. Nunca vou esquecer aquela sintonia de olhares, entre ele e eu. Ai ai!! Haja coração pra suportar tantas chegadas e partidas.

sexta-feira, 2 de março de 2012

IMPORTÂNCIA DA CASTRAÇÃO

Castração

Porque castrar?

Uma gata que procrie livremente pode em apenas 2 anos deixar 200 (duzentos) descendentes.

Os gatos castrados são mais calmos e torna mais fácil manter o animal em casa. Evita o hábito de "spray" de urina para marcação de território, ferimentos por brigas, doenças contagiosas, etc.

A gata castrada fica menos nervosa e barulhenta, mais relaxada, brincalhona e afetiva.
A tendência para engordar pode ser controlada com alimentação correta e exercícios.
A fêmea não castrada faz marcação com urina pela casa, deixando um cheiro horrível. Tenta fugir, mia alto e incomoda os vizinhos.
A castração também irá aumentar a expectativa de vida dela, porque ela não terá problemas de saúde como tumores de mama e do aparelho reprodutivo, cistos ovarianos, infecções uterinas como piometra, que obrigará a uma cirurgia no final das contas, muito pior do que a castração, já que haverá um campo operatório contaminado por bactérias e com risco de septicemia.
Você também estaria aliviando-a de um sofrimento e uma angústia, já que o instinto de preservação e hormônios falam alto. Não que ela sinta desejo de ser mãe, como acontece com mulheres. Elas nem sabem o que é isso. É uma coisa instintiva e irracional, devido aos hormônios.
A castração é uma forma mais humana e saudável de manter uma fêmea, se você não deseja filhotes.




Quando castrar?

A Associação Americana de Médicos Veterinários recomenda desde 1993, que os gatos sejam castrados assim que os testículos descerem para a bolsa escrotal, ou seja, por volta dos 6 meses.
As fêmeas também podem ser castradas a partir de 7 meses de idade.
Anteriormente se pensava que a castração precoce predispunha o gato à Síndrome Urológica Felina (SUF). Mas estudos mostraram que não há diferença significativa no desenvolvimento do trato urinário, entre gatos castrados precocemente e tardiamente.


O que é a castração?

A castração no macho é realizada por uma cirurgia muito simples, com anestesia local. Um bom veterinário é capaz de realizá-la rapidamente e sem riscos para o seu animal. Converse com ele e fale sobre seu medo de um choque anafilático. Como a anestesia é local, não há grandes problemas.
A cirurgia pode ser uma orquiectomia (retirada dos testículos) - a mais comum - ou vasectomia.


Não há inconveniente em castrar uma fêmea antes que ela tenha tido crias.
A cirurgia atualmente envolve pouquíssimos riscos, se feita por um bom profissional. Eu só há vantagens em fazê-lo.
A castração da fêmea é chamada esterectomia (retirada dos ovários), ou pan-esterectomia (retirada de útero e ovários).
A recuperação se dá em torno de 1 semana.


Cio da gata

As gatas entram no cio quase todo mês.
Elas costumam ter 3 estações de cio por ano.
Cada estação de cio tem 2 a 3 cios, com 7 a 10 dias de duração cada um, e intervalo de 10 a 15 dias entre eles.
Em certos momentos pode parecer que ela está o tempo todo no cio.


Castração, obesidade e Síndrome Urológica Felina

A obesidade está mais relacionada com a preguiça e alimentação excessiva, peculiar a cada animal, do que à castração em si.
A SUF ( Síndrome Urológica Felina) atinge cerca de 1% dos gatos, machos e fêmeas. Mas acomete mais os machos, devido a uretra mais longa.
A idade de maior ocorrência é entre os 2 a 6 anos em média.
As causas ainda são muito discutidas, entre elas: gatos obesos, com pouca atividade, alimentação muito seca e com alto teor de magnésio; alimentação com muita proteína; causas congênitas de mal fomação da bexiga e/ou uretra; obstrução, inflamação da uretra; mal funcionamento ou inflamação da bexiga; traumas; problemas neurológicos que afetem o ato de urinar. Enfim, tudo o que possa favorecer a formação de cristais e cálculos e retenção da urina.
Isso pode ser evitado com muita água fresca à disposição, rações que não contenham alto teor de magnésio e acidificantes, evitar alimentação com excesso de proteínas, estimular o animal a brincar, não alimentar em excesso.


Uso de hormônios

Não é recomendável a administração de hormônios para evitar que o macho queira namorar. Nenhum hormônio é inócuo. Se você se preocupada com o desenvolvimento do seu gato, caso ele seja castrado cedo, preocupe-se muito mais em administrar hormônio feminino num animal macho em fase de crescimento, é muito mais danoso.

O uso de anticoncepcionais nas fêmeas também é danoso para o organismo, predispondo a uma série de doenças, como tumores, câncer e infecções uterinas graves.




Gatas que continuam apresentando cio após a castração

Se apenas o útero foi retirado ela continuará a entrar no cio porque os ovários ainda estarão lá, produzindo hormônios.

Se um dos ovários ou parte deles foi deixado durante a cirurgia a gata continuará a apresentar cio regularmente.


Fonte: Beco dos gatos

quinta-feira, 1 de março de 2012

GATOS DO NEAFA PARA DOAÇÃO

Olhem o que o amor pelos filhos ocasiona.

A mãe abraça seus filhotes, cada um mais fofo que o outro. Eles estão no NEAFA, após serem abandonados e esperam por um lar. Por enquanto estão com sua mãe recebendo todo carinho necessário, mas precisam ter uma casa onde possam dar e receber muito amor. Lembramos que eles já saem vermifugados e vacinados e, após os seis meses eles são esterilizados.

A DIFICULDADE DE SE DOAR UM GATO - O ETERNO PRECONCEITO!!!

Bem, desde que fiz este blog, tenho visto a enorme dificuldade de se doar um gato. Infelizmente, as pessoas tem um preconceito, com relação aos felinos. O pior, a maioria delas nem sequer olhou direito pra um gato, e tem conceitos pré estabelecidos, de como eles são. Vou repetir o que já disse. Gatos são como cães, só tem uma energia diferente. Mas conviver com um gato, é uma experiência maravilhosa. Eles são companheiros, fazem gracinhas, correm pela casa, são muito, mais muito carinhosos. Tenho uma amiga, que queria porque queria um cão. Eu vivia dizendo que um cão, não cabia na vida dela. Ela saía pra trabalhar cedo, e voltada às 22hs. Imagine um cão, trancado o dia todo em um apartamento, passeando 1x ao dia. Será que ele seria feliz??? Ela, tinha esse preconceito, com gatos. Eu insisti muito, e disse a ela, que se ela não se adaptasse ela me devolveria a gatinha. Pois bem, resumo da história. Ela amou a companhia da Lilica, que é uma linda frajolinha, e acabou com o preconceito que ela tinha com gatos, e hj recomenda pra todo mundo. Um final feliz!!
Por  fim, adotar um gatinho é tudo de bom!!!